Jan 17 –  Etapa 12: Fiambala – Copiaco (rally entra no  Chile) – distância total 715 km: 396 km ligação; 319 km especial

O Pódio de Ruben Faria cada vez mais perto depois de completa a antepenúltima etapa

Ruben Faria andou excelente, e comandou parte da segunda parte da etapa e apenas perdeu na ponta final para o holandês Frans Verhoeven, ficando Ruben a apenas 1m38s. Já o comandante da prova, Cyril Despres, foi apenas 14.º classificado, por opção táctica. Despres imprimiu inicialmente um ritmo moderado, para não servir de ponto de referência a adversários menos dotados em matéria de navegação, e permitir a Ruben ganhar tempo ao chileno Francisco Lopez, o que aconteceu. Isto porque a táctica da equipa é agora a seguinte: conquistar os dois primeiros lugares na prova!

Ruben Faria _10Ruben Faria  – “Arranquei em décimo, mas parti a jante dianteira na ligação,”  e continuou . “Disse para mim próprio que a jornada começava mal, ao início andei tranquilamente porque havia pedras, mas depois ataquei nas dunas. Estou contente pelo trabalho que o Cyril fez, e também pelo meu resultado pessoal, mas ainda faltam dois dias.”

Hélder Rodrigues  – “A etapa começou com uma parte rápida onde tive de ultrapassar vários pilotos que partiram para a pista à minha frente e com isso perdi algum tempo, ataquei quando chegaram as dunas e não tive dificuldades na navegação.”acrescentou  Helder “Quando passamos o San Francisco Passa esta manhã quase congelei, acho que as temperaturas estavam abaixo de zero. Que diferença a partir do calor do deserto de Atacama! Gostei etapa de hoje como a navegação era importante, além de ser rápido. No início, havia muitas pedras com muita poeira e FECH FEQ e em seguida, as dunas desafiadoras do deserto de Atacama. Hoje tudo correu bem, a moto funcionou bem e eu terminei 5, mas, infelizmente ontem perdi a possibilidade de lutar por um lugar no pódio. É uma pena, agora estou 8 na geral, mas vou continuar a puxar para tentar obter o melhor resultado possível para a equipa HRC “.

Video da etapa HRC-Dakar : http://www.youtube.com/watch?v=bpMbd41hq3g

Paulo Gonçalves – . “Hoje era o segundo em pista e como seria de esperar rapidamente fui apanhado pelos pilotos que arrancaram atrás de mim,” declarou Gonçalves. “Não cometi erros de navegação, perdi algum tempo, mas amanhã arranco eu de trás e vou tentar recuperar”.

Mário Patrão – conseguiu o 27.º tempo. “Consegui mais um dia isento de erros, andei tranquilo e mantive-me sempre num bom ritmo,” disse Patrão. “Estamos apenas a dois dias de chegar a Santiago, lutei muito para chegar até aqui e não quero deitar tudo a perder. Vou seguir numa toada mais calma.”

Pedro Bianchi Prata ressentiu-se da lesão ontem sofrida numa mão, devido a queda, e por isso não pode aplicar hoje o seu melhor ritmo, sendo 51.º neste dia. “Foi uma etapa muito dura para mim, com as dores na mão não conseguia agarrar bem a direção e em alta velocidade na areia tinha de abrandar bastante o ritmo,”

Classificação Geral: 1.º Cyril Despres (KTM) 37h46m59s; 2.º Ruben Faria (KTM) 5.39; 3.º Francisco Lopez (KTM) a 13.40; … 9.º Hélder Rodrigues (Honda) a 1h10.44; …. 12.º Paulo Gonçalves (Husqvarna) a 1h29.42; … 36.º Mário Patrão (Suzuki) a 5h30.15; … 63.º Pedro Bianchi Prata (Husqvarna) a 9h54.23; etc.

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Anti Spam * * Tempo esgotado. Por favor recarregue o CAPCHA.