Segundo o “Angola24Horas”, O ministro da Energia e Águas de Angola João Batista Borges (na foto), sugeriu esta semana às empresas portuguesas que contribuam para o desenvolvimento do setor da água no país, nomeadamente o plano emergencial, que prevê um investimento de 5 mil milhões de dólares ou 5 bilhões de dólares.

Numa videocomunicação transmitida durante a 7.ª Expo Água, que decorreu em Oeiras e teve Angola como país convidado, o Ministro falou sobre as prioridades do Governo angolano para o setor e sobre o papel que Portugal e as instituições do país podem ter nesse processo.

“Uma sugestão que faria às empresas portuguesas era que trouxessem para Angola a sua experiência”, disse o ministro, recordando que “o fator língua e a história em comum fazem grande diferença”.

Redação iPressGlobal

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Anti Spam * * Tempo esgotado. Por favor recarregue o CAPCHA.