Cento e catorze feridos continuam hospitalizados, 73 dos quais em unidades de cuidados intensivos, uma semana depois do incêndio numa discoteca brasileira que causou 236 mortos, informaram hoje fontes oficiais.

Dos 73 feridos graves, 41 estão com respiração assistida, dado que o seu estado de saúde é mais delicado, e outros 32 respiram normalmente, segundo um comunicado da secretaria da Saúde do estado de Rio Grande do Sul. Nas últimas horas, cinco doentes tiveram alta hospitalar e a outros foi retirada a respiração mecânica por terem melhorado, segundo a nota.

O incêndio, que ocorreu na madrugada do passado domingo, na discoteca “Kiss”, na cidade de Santa Maria, provocou inicialmente 234 mortos, mas duas pessoas morreram depois de hospitalizadas. Muitos dos feridos estão hospitalizados devido à inalação de uma substância tóxica que se gerou, ao ser queimada a espuma do isolamento sonoro do teto da discoteca.

A maioria dos feridos está em hospitais de Santa Maria e de Porto Alegre, no Sul do Brasil.

NOTICIA AGÊNCIA LUSA
COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Anti Spam * * Tempo esgotado. Por favor recarregue o CAPCHA.