O ministro da Administração Interna, Miguel Macedo, disse hoje que vai propor a alteração da legislação relativa ao policiamento nos eventos desportivos, tornando obrigatória a requisição da força policial.

“Nos últimos tempos estive a ponderar e entendo que não tem corrido bem”, disse o ministro ao Jornal das 8 da TVI, referindo-se aos incidentes ocorridos recentemente, tendo os últimos, verificados no passado fim-de-semana em Guimarães, causado vários feridos, em confrontos entre adeptos do Vitória local e do Sporting de Braga.

Depois de ter explicado que, nos atuais moldes, a responsabilidade do Estado é colocar policiamento fora dos estádios, enquanto os clubes devem pedi-lo para o interior, embora não sejam obrigados a isso por lei, Miguel Macedo reforçou que esta situação não tem corrido bem e que o obrigou a uma reflexão.

“Uma vez que este sentimento de insegurança pode alastrar e é minha responsabilidade impedir, vou propor que se torne obrigatória a presença policial dentro dos estádios”, disse o governante.

A posição de Miguel Macedo recebeu já o apoio do Sindicato Nacional da Polícia (SINAPOL), através do seu presidente, Armando Ferreira.

“O sindicato subscreve em pleno a ideia do ministro de alterar a lei e obrigar os clubes profissionais a terem sempre policiamento. A segurança é algo que não deve ter preço”, disse Armando Ferreira, em declarações à agência Lusa.

NOTICIA AGÊNCIA LUSA
FOTO: ESTELA SILVA/LUSA
COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Anti Spam * * Tempo esgotado. Por favor recarregue o CAPCHA.