Jornalista do JN foi agredida, pelo presidente da Junta de Freguesia de Guifões, quando fazia a cobertura da reunião da Comissão Política Concelhia do PS de Matosinhos, que indicou António Parada como candidato socialista à Câmara Municipal de Matosinhos.

Segundo o Jornal de Notícias, a reunião foi marcada para a sede da Junta de Guifões e começou cerca das 21.30 horas. Uma vez que se tratava de uma reunião à porta fechada, mas a jornalista Carla Soares foi convidada pela tesoureira da Junta de Freguesia, a assistir aos trabalhos e cumprir o seu trabalho jornalistico.

Por volta das 22.30 horas, Carla Soares foi confrontada com uma situação estranha e violenta. Um indivíduo que não se identificou naquele momento, mas que imediatamente foi reconhecido como sendo o presidente da Junta de Guifões, Carmim Alves do Cabo – este entrou no gabinete e deu-lhe ordem de expulsão.

Visivelmente perturbado, apagou as luzes da sala, arrancou o telemóvel da jornalista, tendo-o arremessado contra uma parede. Toda a ação foi testemunhada pela tesoureira da Junta. Foi ela, aliás, a impedir o autarca agressor de atirar com o computador da jornalista ao chão.

Carla Soares, no entanto, não conseguiu evitar a agressão física por parte do autarca e apresentou ainda na noite de sexta-feira, uma queixa à PSP contra Carmim Alves do Cabo.

Redação iPressGlobal

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Anti Spam * * Tempo esgotado. Por favor recarregue o CAPCHA.