Segundo a Agência Lusa, que cita Francisco Amisse, comandante do 3.º regimento da força de guarda fronteira em Manica, polícias da guarda fronteira de Moçambique e do Zimbabwe poderão chegar a um acordo para desminar e reafirmar a linha de fronteira em Manica, que divide os dois países, e facilitar a ação de patrulha.

“Estivemos reunidos com o diretor nacional de desminagem e as três empresas a serem envolvidas no trabalho, embora sem a presença da contra parte zimbabweana, que faltou à reunião. Mas falta apenas definir como serão desativadas as minas que estão mesmo na linha da fronteira”, explicou Amisse.

Os trabalhos ao longo da fronteira, desde Tete a Gaza, deverão arrancar em Março, cumprindo o plano governamental, que prevê seja livre das minas até 2014. Os zimbabweano prevêm livrar o país de minas até 2020.

Redação iPressGlobal

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Anti Spam * * Tempo esgotado. Por favor recarregue o CAPCHA.