Uma apresentação em grande, na sua terra natal a Áustria, foi o que fez hoje a KTM, quando revelou ao mundo as novas motas com que irão correr em Moto3 ™, Moto2 ™ e MotoGP ™ no melhor campeonato do Mundo de 2017. 

Pol Espargaro e Bradley Smith, são os pilotos na categoria rainha da equipa  Red Bull KTM Factory Racing, com Mike Leitner como Team Manager .

Pol Espargaro: “Neste momento, o touro está um pouco selvagem, mas é muito bom. A KTM é realmente nova no MotoGP em comparação com as outras marcas, e estamos a dar um enorme passo. Cada vez  que saltamos para a moto chegamos estamos mais perto e, é bonito ver a evolução. Quero agradecer à KTM por confiar em mim para este projeto. “

 Bradley Smith: “Há muita pressão. O que é algo que sempre desejas-te e trabalhas-te para ter durante toda a tua carreira, mas quando finalmente tens essa oportunidade a pressão que vem naturalmente. Agradeço esta oportunidade, o Pol eu e a equipa  iremos  trabalhar  no duro. Temos estado muito ocupados durante os testes de inverno e o trabalho não para. Isto é apenas o inicio, estou animado e excitado  para ver o que 2017 nos traz. ”

Mike Leitner: “Primeiro de tudo, estou super feliz. Na KTM todos têm trabalhado como loucos desde o  ano passado para chegar a este momento. Depois da corrida de Valência tivemos alguns problemas e os designers trabalharam forte. Acho que estamos na direção certa. O  mais importante é continuarmos motivados e podermos transmitir  o que eles precisam na pista. É para isso que estamos todos a trabalhar. “

Em Moto2 ™, a equipa Red Bull KTM Ajo, tem como Team Manager o experiente Aki Ajo e como pilotos  o atual Campeão do Mundo de Moto3 ™, Brad Binder, e o português  Miguel Oliveira, no seu segundo ano de experiência na classe intermédia.

Brad Binder: “Subir do Moto3 para a Moto2 será sempre difícil, mas não vou  definir um objetivo para ser honesto, só quero manter-me na moto e melhorar cada vez que sair para a pista. Vou continuar a  trabalhar dando o máximo e depois logo vemos onde acabamos. “

Miguel Oliveira: “Estou muito feliz por fazer parte deste projeto, depois de trabalhar com a KTM em 2015 é bom voltar para abraçar este novo desafio. Estou ansioso por começar. Até agora tem sido bastante positivo, temos muitas coisas para melhorar, mas com certeza lá chegaremos. ”

Aki Ajo: “Em primeiro lugar, estamos todos muito orgulhosos em fazer parte deste projeto. É difícil depois das boas épocas que fizemos, pois as expectativas  são realmente altas, mas precisamos manter os pés no chão. Cada época é diferente, especialmente com este novo projeto em Moto2 ™ – é como começar a partir de zero,  não podemos esperar ganhar de imediato, mas esse é o nosso objectivo. Em Moto3 ™ lutámos pelo título e este ano vamos tentar fazer o mesmo. “

Em Moto3 ™ Bo Bendsneyder permanece na equipa depois de como rookie ter obtido no ano passado o seu primeiro pódio,   que tem como companheiro de equipa Niccolo Antonelli.

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Anti Spam * * Tempo esgotado. Por favor recarregue o CAPCHA.