Paulo Ferreira recebeu, em Los Angeles, no passado sábado dois prémios no âmbito de um festival que é descrito como os ‘Óscares’ dos documentários independentes.

O produtor é de Gondomar e a par do trabalho que desenvolve nesta área, Paulo Ferreira é igualmente desenhador, projetista e informático. Na sua carreira conta com vários prémios de entre os quais podemos destacar um prémio no Festival Timelapse Showfest em Madrid, Espanha, com um trabalho sobre as montanhas, ribeiros e planícies do Parque Nacional Picos da Europa e um prémio no festival de cinema Finisterra em Sesimbra.

Recentemente foi o escolhido para vencer dois prémios no âmbito do Hollywood International Independent Documentary, correspondentes as categorias de documentário e de melhor fotógrafo de “Timelapse”.

O vídeo agora premiado intitula-se ‘Nordlys – the northern lights’ define um fenómeno natural que só é possível visualizar em locais de pouca iluminação artificial como é o caso das zonas acima do Círculo Polar Ártico. Este é o resultado de uma semana a fotografar na Noruega com dois objetivos: “por um lado alertar para a evolução da Terra e dar a conhecer fenómenos naturais e por outro mostrar a beleza das auroras boreais”, tal como confidenciou Paulo Ferreira.

O projeto contém mais de nove mil fotografias, tem narração do americano Conrad Harvey e concretizou-se devido a uma campanha de ‘crowdfunding’ que arrecadou metade da verba necessária para a viagem, alojamento e transporte de material, tendo o restante investimento saído das mãos do agora vencedor.

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Anti Spam * * Tempo esgotado. Por favor recarregue o CAPCHA.