A Comissão Política Nacional do Partido Socialista discutiu e aprovou por unanimidade a proposta de António José Seguro de apresentar uma moção de censura ao Governo de Passos Coelho. O líder do PS assumiu a rutura com o Governo de Passos Coelho e escolheu um lado: o dos que assumem querer o derrube do Governo.

No dia em que Jorge Lacão, deputado do Partido Socialista e antigo membro de governos socialistas, anunciava numa intervenção inflamada na Assembleia da República com voto negativo em relação à proposta em debate que pedia a demissão do Governo apresentada pelo grupo parlamentar do PCP, António José Seguro apresentou na Comissão Política do PS, convocada de urgência para a noite desta quinta-feira, uma proposta para que o partido apresente uma moção de censura ao Governo.

“Temos de parar. O Governo falhou. O país está num labirinto sem esperança”. Foi assim que António José Seguro abriu os trabalhos da Comissão Política Nacional do Partido Socialista na noite desta quinta-feira, na sede nacional do Largo do Rato.

“O Governo falhou todos os objetivos. O país assim não vai lá. Vivemos numa situação de pré rotura social” disse Seguro acrescentando que “o ministro das Finanças, na passada terça-feira, selou o falhanço do governo. Piorou as mais negativas perspetivas, oferecendo a uma geração inteira um futuro negro. Vivemos uma tragédia social”

Fonte: RTP

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Anti Spam * * Tempo esgotado. Por favor recarregue o CAPCHA.