Este ano, a cidade da Guarda recebesse pela segunda vez as comemorações oficias do 10 de Junho, dia de Portugal, das Comunidades Portuguesas e de Camões.

No passado dia 24 de maio o presidente da república, Aníbal Cavaco Silva, elegeu a Guarda como cidade oficial para as comemorações do 10 Junho, o que já havia acontecido durante a presidência de Ramalho Eanes.

Orgulhoso pela escolha recair pela cidade que representa, o presidente da câmara da Guarda, Álvaro Amaro, prepara a cidade para as comemorações dando início a uma série de obras e pedindo a população que comemore a data colocando bandeiras de Portugal nas janelas e varandas.

Ao mesmo tempo artesãos da cidade elaboraram uma enorme tapeçaria que embelezará a sala que receberá o presidente da Republica aquando das comemorações.

Parte integrante das comemorações será a participação da Força Aérea Portuguesa, presente com a sua banda de música e a montagem /exposição de um caça F-16, no Parque Urbano do Rio Diz, que poderá ser visitado pelo público a partir de sexta-feira, dia 6 de Junho.

Para além da Força Aérea, outras atividades militares vão decorrer entre sexta-feira e terça-feira, a Guarda conta com a presença de meios da Marinha e do Exército, que poderão ser visitados pelos alunos das escolas na sexta-feira e na segunda-feira.

Das comemorações do Dia de Portugal e como habitualmente acontece, farão parte as condecorações atribuídas por Aníbal Cavaco Silva, a mais de 30 personalidades, de entre os quais se podem destacar nomes como o presidente do Banco Lloyds, António Horta Osório, o economista António Borges, a título póstumo e o socialista António Vitorino.

Servindo a Guarda como palco para a comemoração de uma data importante para o país, o presidente da câmara espera que esta seja a oportunidade de revelar ao país as potencialidades da sua cidade, assim como o espírito acolhedor e as qualidades empreendedoras dos seus habitantes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui