Ao contrário do dia de ontem, Miguel Oliveira conseguiu, esta quarta-feira, desfrutar de mais de duas horas e meia de testes com o traçado do Circuito de Jerez completamente seco. O piloto português de Moto2 da Red Bull KTM Ajo tirou partido disso para concluir a definição da melhor afinação nestas condições, antes da primeira prova da temporada, terminando o dia a ocupar 8º lugar dos tempos combinados, a meio segundo do topo da tabela.

Foi necessário esperar apenas 20 minutos no início da primeira sessão do dia para que a pista secasse. As condições climatéricas mais favoráveis permitiram que o piloto Almadense ultrapassasse as marcas estabelecidas na véspera logo na primeira hora em pista. Da parte da tarde e com saídas para pista de 20 voltas, Miguel Oliveira conseguiu baixar significativamente os tempos, estabelecendo no dia de hoje a sua melhor marca nos testes desta semana – também a sétima melhor, com 1:42:395, ainda que com os pneus severamente gastos. A 30 minutos do final da sessão a chuva decidiu marcar presença, impossibilitando o piloto da KTM de realizar mais voltas rápidas e melhorar o seu tempo.

Miguel Oliveira (Red Bull KTM Ajo):“No geral, hoje foi um dia positivo. Tentámos diferentes afinações, as quais nos deram resultados muito diferentes – tanto positivos como menos positivos. Na sessão da tarde, pudemos fazer a sessão toda sem algum problema, experimentámos muitas coisas na mota, suspensão, geometria e tentámos entender que reações pudemos ter da mota. O final foi um bocadinho azarado na hora de poder fazer a volta rápida, escolhemos uma altura má para poder atacar e não pudemos estar mais à frente na tabela. Ainda assim estamos convencidos de que temos uma mota perfeitamente competitiva para afrontar as primeiras corridas no Qatar, Argentina e Texas. Temos a experiência do ano passado, sinto que a mota está apta para poder lutar por posições cimeiras e confio completamente na equipa para fazer um bom trabalho nas corridas. Agora iremos fazer um pequeno reajuste com base em todos os testes que realizámos.

Sinto-me bem fisicamente e descontraído em cima da mota. No final, temos de terminar a configuração da mota com novos pneus. Temos tido alguma falta de sorte com os novos pneus, o que nos deixa um sabor agridoce porque não tirámos o máximo partido da mota. Amanhã veremos se as condições climatéricas nos permitem pilotar pelo menos em condições totalmente molhadas. Se não for possível, sobretudo sendo o último dia de testes, não fará muito sentido estragar uma mota para meter em caixas para o Qatar. Vamos ver amanhã, mas quase de certeza que damos por terminados estes testes de inverno”.

Com base na previsão meteorológica para amanhã, aponta-se para a pouca presença em pista da equipa, reservando os testes apenas para o caso de o traçado se encontrar totalmente molhado.

Classificações Combinados Dia 2

1. Sam Lowes (KTM) com 1min41.823s
2. Iker Lecuona (KTM) com 1min41.960s +0.137
3. Brad Binder (Red Bull KTM Ajo) com 1min42.011s +0.188
4. Francesco Bagnaia (Kalex) com 1min42.011s +0.188
5. Xavi Vierge (Kalex) com 1min42.127s +0.304
8. Miguel Oliveira (Red Bull KTM Ajo) com 1min42.395s +0.572

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui