FOTO: ZAP // (dr) Sgnl

Um simples teste de recolha e análise de cera do ouvido pode ajudar a determinar os níveis de ansiedade ou stresse de uma determinada pessoa, sugere um estudo piloto do King’s College London que envolveu 37 participantes.

De acordo com a nova investigação, cujos resultados foram recentemente publicados na revista científica Heliyon, o teste passa por medir os níveis de cortisol, uma hormona associada ao stresse e à ansiedade, na amostra de cera recolhida.

Esta hormona aumenta quando uma pessoa está stressada e diminui em situações de maior relaxamento, estando consistentemente em níveis elevados em pessoas diagnosticadas com depressão e ansiedade, frisa o portal Live Science.

O cortisol é também conhecido como a hormona da “luta ou fuga”: quando envia sinais de alarme para o cérebro em resposta a uma situação de stresse, pode influenciar quase todos os sistemas corporais, desde o sistema imunitário à digestão e ao sono.

Níveis elevados e persistentes de cortisol podem levar a efeitos negativos no sistema imunitário, na pressão arterial e em outras funções corporais.

A nova investigação pode abrir uma janela para melhorar as formas de diagnóstico de algumas condições psiquiátricas, observa o autor principal do estudo, Andres Herane-Vives, que desenvolveu um novo tipo de cotonete que não danifica o tímpano.

“A amostragem de cortisol é difícil, pois os níveis da hormona podem flutuar (…) Além disso, os próprios métodos de amostragem podem induzir stresse e influenciar os resultados”, explicou o especialista, citado em comunicado.

“Mas os níveis de cortisol na cera de ouvido parecem ser mais estáveis e, com o o nosso novo dispositivo, é fácil pegar numa amostra e testá-la de forma rápidabarata e eficaz“.

“Após este estudo piloto bem-sucedido, se o nosso dispositivo resiste a um exame mais minucioso em estudos maiores, esperamos transformar o diagnóstico e o tratamento de milhões de pessoas com depressão ou condições relacionadas com o cortisol, como a doença de Addison ou o síndrome de Cushing, e potencialmente várias outras condições”.

iPG / ZAP //

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui