O “In-Utilitas”, tema atribuído ao oitavo Remade, foi apresentado ao público na passada quinta-feira, através da inauguração da Exposição de design ecológico, artes plásticas e cinema, na galeria da Fundação EDP do Porto.

O “Remade” é já um projeto cultural de renome na invicta. Formado pela organização Remade em parceria com a Agência Portuguesa do Ambiente e a Fundação EDP, este ano conta também, e pela primeira vez, com a participação da Câmara Municipal do Porto.

Inicialmente o grande objetivo recaía na reflexão sobre questões ambientais, através de desafios lançados ao designe e às artes plásticas, recentemente este repto foi alargado a um leque mais ampliado de artes, onde se inclui a música, o cinema, a literatura, a arquitetura e as artes plásticas.

A edição deste ano analisa o tema “In-Utilitas” com obras de José Carlos Nunes de Oliveira (NOARQ), do projeto Trap/Armadilha de Pedro Bandeira, Francisco Providência, Galula, João Mendes Ribeiro, João Tomaz, José Adrião, Júlio Dolbeth, Maria Gambina, entre muitas outras. A exposição é de entrada livre e poderá visitá-la até dia 1 de fevereiro, de terça a domingo.

O projeto engloba ainda um ciclo de conferências, que vão realizar-se no Teatro Rivoli do Porto, sendo o tema em debate a 7ª arte. O pequeno auditório receberá os cineastas Joaquim Sapinho, Edgar Pêra e João Botelho para três debates abertos ao público, que terão lugar nos dias 18 de janeiro e 1 de fevereiro.

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.