O Presidente francês, François Hollande, confirmou esta sexta feira que seis pessoas morreram e 22 ficaram feridas gravemente em resultado do descarrilamento de um comboio na estação de Bretigny sur Orge, a 40 quilómetros da capital francesa.

Hollande, que se deslocou até Bretigny sur Orge enquanto decorriam os trabalhos de resgate, disse à imprensa que às 21:00 (20:00 de Lisboa) um dos feridos graves estava entre a vida e a morte e que no total 190 passageiros, dos 370, tinham sido atendidos nos serviços de saúde.

Sobre as causas do acidente, limitou-se a assinalar que os testemunhos recolhidos indicavam que tinha “existido dum choque”, mas que se “desconhecia a natureza do mesmo”, o que “vai ser apurado pela investigação”.

Hollande disse ainda que vão existir três investigações, a realizar, respetivamente, pela justiça, pela empresa ferroviária SNCF e pelo Ministério dos Transportes.

Em resultado do ocorrido, a estação de Bretigny sur Orge, um importante nó ferroviário de Paris para o sul da França, via Orleans, não vai ter circulação de comboios durante três dias.

A circulação ferroviária também tinha sido suspensa hoje à tarde na estação parisiense de Austerlitz, de onde tinha saído, às 16:53 locais (15:53 de Lisboa), o comboio em direção a Limoges.

Já esta noite, o presidente da Comissão Europeia, José Manuel Barroso, enviou uma mensagem de solidariedade e condolências a François Hollande.

 

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.