O jogo entre as equipas gregas AEK e Panthrakikos, foi interrompido pelo árbitro aos 87 minutos, quando um auto-golo de Bougaidis fez antecipar mais uma derrota do clube de Atenas. Os ânimos exaltaram-se no estádio Olímpico e um grupo de adeptos invadiu o terreno de jogo em perseguição aos jogadores da própria equipa.

O AEK é antepenúltimo no campeonato grego e já tem um pé na segunda divisão, uma vez que na partida frente ao Panthrakikos estava em jogo a luta por um lugar acima da linha de água.

A Comissão Disciplinar do futebol grego decidiu retirar três pontos ao AEK na sequência dos desacatos que levaram à suspensão do jogo com Panthratikos, decisão que confirma automaticamente a despromoção do clube de Atenas à segunda divisão.

Com esta decisão, o AEK passa a somar 27 pontos no 15.º e penúltimo lugar do campeonato helénico, ficando a cinco pontos dos lugares de manutenção quando falta apenas uma jornada para terminar a prova.

O AEK, um dos clubes gregos com mais títulos, foi ainda condenado a pagar uma multa de 11 mil euros e penalizado com dois pontos para a próxima temporada, na sequência dos incidentes registados no último jogo. Os adeptos invadiram o campo a poucos minutos do fim, forçando a suspensão da partida numa altura em que a formação de Atenas perdia por 0-1.

Fundado em 1924 por imigrantes turcos, o AEK exibe no palmarés 28 títulos de campeão e 14 Taças gregas. A situação financeira do clube agravou-se nos últimos anos – o passivo ronda os 35 milhões de euros -, de tal forma que acabou por ser banido das competições europeias em 2012.

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.