A devastação na Grécia, provocada pelos incêndios remete-nos para a lembrança do que aconteceu em Portugal no ano passado. A destruição, as mortes, as perdas inestimáveis de património e paisagem, são imagens que nos ficam para sempre na memoria. Talvez seja altura de começar a levar a sério o que a comunidade científica tem vindo a alertar nos últimos anos.

Não estamos perante exclusivamente incêndios em Portugal ou na Grécia (países genericamente vistos como com poucos meios), estamos perante fenómenos que se repetem, independentemente da geografia ou condições económicas. Desde fogos na Suécia, Noruega e Finlândia, até às altas temperaturas no Japão, passando pelas cheias em outras regiões, os desastres naturais têm sido uma constante.

Não podemos continuar a ignorar, as alterações do clima, avisos feitos há mais de trinta anos, que estão a provocar cada vez mais danos. Possivelmente o que muitos consideravam como exagero ou realidade longínqua, está agora verdadeiramente a acontecer.

Até quando vamos continuar a negar esta verdade que está de forma cada vez mais visível a ameaçar a humanidade, a união de todos contra as alterações climáticas é urgente e terá de ser feita de forma inadiável. Veremos se ainda vamos a tempo!

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.