foto: ZAP //

As autoridades estão a investigar o alegado abuso sexual de um aluno de 11 anos no interior de uma escola de Montemor-o-Novo, em Évora, em que o suspeito é outro estudante de 12 anos.

 O dado foi confirmado à Lusa por uma fonte da GNR que refere que a alegada violação ocorreu, na passada sexta-feira à tarde, na Escola Básica 2,3 São João de Deus, em Montemor-o-Novo, sendo que os militares do programa “Escola Segura” foram alertados pela direcção do estabelecimento de ensino.

A agressão terá ocorrido no interior da escola, tendo a vítima, um aluno de 11 anos, sido transportada para o Hospital do Espírito Santo de Évora (HESE) para fazer exames.

Além do alegado abuso sexual, a vítima terá ainda sido agredida e terá sido “encontrada muito debilitada por pessoal do estabelecimento de ensino”, conforme avança o Jornal de Notícias.

A GNR deslocou-se ao estabelecimento escolar e contactou a Polícia Judiciária (PJ) por se tratar de um tipo de crime que está sob a alçada daquela autoridade.

Inimputável criminalmente por ser menor de 16 anos, o alegado agressor não foi detido e o caso terá sido remetido para o Tribunal de Família e Menores. O jovem pode agora, vir a ser alvo de um processo tutelar educativo, caso se confirmem as agressões.

Entretanto, uma fonte policial revelou ao Correio da Manhã “existirem sinais de agressões anteriores”.

A agência Lusa questionou o Ministério da Educação, tendo uma fonte oficial confirmado que o caso foi comunicado pela escola à GNR. A mesma fonte indicou que a tutela está a acompanhar a situação.

Em 2011, a mesma escola já tinha sido notícia após uma tentativa de suicídio de um aluno de 14 anos, no seguimento de uma troca de agressões no recinto do estabelecimento de ensino.

ZAP // Lusa

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.