foto : European Parliament / FLickr

Em declarações ao Observador, a ex-eurodeputada garantiu esta quarta-feira de manhã que não foi, até ao momento, processada pelo Benfica ou Luís Filipe Vieira.

O clube da Luz tinha garantido que ia instaurar um processo judicial contra a ex-eurodeputada Ana Gomes, por declarações publicadas na rede social Twitter a 27 de junho de 2019 sobre a transferência de João Félix. “Já várias vezes me ameaçaram com processos. Mas até hoje nada“, disse Ana Gomes.

Ana Gomes explicou ainda ao mesmo meio porque chamou “delinquente” ao presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira. “Porque Luís Filipe Vieira foi em tempos julgado por roubo de um camião. Não foi só julgado, foi condenado“, sublinhou a ex-eurodeputada. “Tenho muito gosto em ir a tribunal para explicar o que disse”, acrescentou.

Após estas declarações, o Benfica não demorou a reagir. Em resposta ao Observador, fonte do SLB disse: “Em breve vamos dar entrada a vários processos que estão a ser ultimados e nada mais temos a comentar por ora”.

As polémicas entre a socialista e o dirigente encarnado começaram no final de junho, quando esta questionou a transferência de João Félix por 120 milhões de euros para o Atlético de Madrid. “Não será negócio de lavandaria?”.

No seguimento deste comentário, o Benfica pediu ao presidente do PS que esclarecesse se refletia a opinião do partido, ao que Carlos César respondeu que “as opiniões da Dra. Ana Gomes refletem apenas uma posição própria e pessoal que não vincula o Partido Socialista”.

A ex-eurodeputada acusou ainda o líder da bancada do PS de “fechar os olhos” aos crimes financeiros do futebol, tendo merecido nova resposta de Carlos César, que considera que a política “insulta quem não lhe faz a corte”.

No início deste mês de julho, o Benfica anunciou que ia avançar com um processo contra a socialista, uma vez que a declaração sobre a transferência do jovem jogador não configura um caso de mero exercício da liberdade de expressão” mas que, pelo contrário, “tem o exclusivo propósito de denegrir o nome do clube e dos membros dos seus órgãos sociais”.

Já em agosto, Ana Gomes voltou a atacar Luís Filipe Vieira, na sequência das notícias que davam conta que a Imosteps, empresa de promoção imobiliária da qual é acionista Luís Filipe Vieira, deve 54,3 milhões de euros ao Novo Banco, integrando a lista de 60 grandes dívidas de empresas que o banco está a vender a fundos abutre internacionais.

Ana Gomes voltou à carga na sua conta do Twitter para atacar o presidente do Benfica, comparando-o ao empresário madeirense Joe Berardo. “Olha quem! Outro dos grandes devedores que também é capaz de jurar que não tem dividas à banca…”.

ZAP //

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui