Vitória incontestável por 33-18 diante da JAC Alcanena, permitiu ao Madeira SAD conquistar a sua 17ª Taça de Portugal consecutiva.

A equipa feminina do Madeira SAD confirmou com toda a classe o seu favoritismo na final da Taça de Portugal, obtendo uma justa e magnífica vitória diante de um adversário que não teve argumentos para equilibrar a partida.

Assente numa muralha defensiva de betão e uma organização ofensiva bem mecanizada, a equipa madeirense soube se impor desde cedo no jogo, obrigando o Alcanena a correr sempre atrás do prejuízo. Com muita arte e mestria, as jogadores insulares iniciaram a partida de forma agressiva, colocando-se na frente do marcador com uma vantagem de 4 golos ainda antes dos 10 minutos, deixando antever que as jovens do Alcanena teriam muitas dificuldades para evitar uma pesada derrota.

Optando por aproveitar o erro ofensivo do adversário, o Madeira SAD foi aumentando o scoring em rápidos contra-ataques, quase todos eles de elevada eficácia. Ao intervalo o jogo estava resolvido, 14-7 a favor das insulares.

Acusando a pressão do desnivelado resultado, o Alcanena começou a etapa complementar de forma desastrosa, permitindo que as madeirenses dilatam-se ainda mais o resultado. O jogo foi perdendo intensidade, o domínio das insulares acentuava-se e o marcador chegou a mostrar uma diferença de 11 golos (21-10). Até ao final da partida só deu Madeira SAD, com destaque para Érica Tavares que com 10 golos foi considerada a melhor jogadora da final.

Com este triunfo, a formação insular amplia para 17 o número de Taças de Portugal conquistadas consecutivamente.

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.