direitosO Instituto Nacional da Criança recebeu até agora perto de 2 mil casos de violação dos direitos da criança em todo o país.

De acordo com a directora do INAC, Ruth Mixinje, os casos de fuga a paternidade lidera o quadro, seguido dos abusos sexuais exercidos dentro da família.

“No decorrer de 2012 o total de casos chegados até a nossa instituição são cerca de 1.924 casos diversos, de entre eles 65% destes casos são relativamente a fuga à paternidade”, disse a responsável em entrevista à Rádio Nacional de Angola.

Segundo ainda Ruth Mixinge, outro número que também é assustador é o abuso sexual contra a criança, que é exercido especialmente no seio familiar.

Fonte: RNA
COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui