Na passada quinta-feira, dia 7 de julho, a Assembleia da República (AR) aprovou por unanimidade, a proposta do PCP que sugere o prolongamento das linhas do Metro do Porto em Gaia, Gondomar e Trofa.

A Assembleia da República, por unanimidade, aprovou a proposta do PCP que recomenda ao Governo o prolongamento das linhas do Metro do Porto em Gaia, Gondomar e Trofa. No documento apresentado, o PCP propões o início da construção da ligação do ISMAI à Trofa, no prolongamento da Linha C, até ao final de 2017, recomendado igualmente “que sejam tomadas as medidas necessárias para a planificação que conduza ao prolongamento da Linha D (Amarela) até Vila D’Este (Vila Nova de Gaia e da Linha F (Laranja) até Gondomar.

Já em maio, Rui Moreira, o presidente da Câmara do Porto havia afirmado que o Governo teria reservado 240 milhões de euros para expandir o metro na Área Metropolitana.

Na mesma altura, o autarca destacou também que a administração do Metro iria “fazer uma análise custo-benefício” das várias linhas previstas na Área Metropolitana do Porto, acreditando que tendo este estudo por base, o concelho do Porto não ficaria “de fora”, deste investimento.

Na verdade, o Plano Nacional de Reformas antevê uma expansão total de nove quilómetros nas redes nas áreas metropolitanas do Porto e de Lisboa, num investimento que no seu total atingirá os 400 milhões de euros.

No documento o PCP enfatiza que “o alargamento da linha do Metro do Porto é uma justa aspiração de muitas populações do distrito do Porto há já vários anos” e lembra que “há 14 anos a população da Trofa ficou sem o comboio e com a promessa (nunca cumprida) de, no seu lugar, seria garantida a mobilidade com o alargamento da linha do Metro do Porto”.

Reforça igualmente, que “há mais de 10 anos que os concelhos de Gondomar e Vila Nova de Gaia esperam que o metro chegue a Gondomar e Vila D’Este”, sendo que “o prolongamento da linha do metro até estes locais assume-se como uma prioridade política, em conjunto com o prolongamento da linha do metro até à Trofa, considerando o que significaria para estas populações e para a economia regional”.

O PCP defende que decidiu apresentar este Projeto de Resolução  “Considerando o direito à mobilidade destas populações, entendendo que os prolongamentos das linhas até à Trofa, Gondomar e Vila D’Este são da mais elementar justiça para responder às necessidades da região”.

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.