As autoridades alemãs encontraram veneno de rato em alfaces importadas de Itália, segundo noticia hoje a versão online do jornal italiano La Stampa.

Segundo o jornal italiano, no total foram importados 110 lotes de alface por um grossista de frutas e legumes da zona de Frankfurt, dos quais 105 já foram destruídos, mas cinco permanecem “desaparecidos”.

Um deles terá sido vendido num mercado da cidade alemã de Offenbach, enquanto os restantes quatro terão sido já vendidos a consumidores.

O artigo adianta que a salada pode ter vestígios de veneno de rato em forma de pequenos grãos azuis e que as autoridades alemãs estão a recomendar que quem comeu a alface em causa deve procurar aconselhamento médico, por haver potenciais riscos para a saúde.

Apesar de as alfaces terem sido importadas de Itália, a contaminação poderá ter ocorrido no armazém do grossista alemão, pelo que as autoridades recomendam também a realização de análises na empresa alemã.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui