Telma Monteiro é campeã da Europa de Judo e Medalha de Ouro dos Jogos Europeus na categoria de -57kg!

A melhor judoca portuguesa de sempre esteve ao seu melhor nível em Baku, onde conquistou o lugar mais alto do pódio para Portugal! A nona medalha para as cores nacionais nestes Jogos Europeus, a terceira de ouro, a que se juntam mais quatro de prata e duas de bronze. É ainda a segunda medalha feminina para Portugal na capital azeri.

No dia em que o Judo entrou em competição, Portugal voltou a ouvir a Portuguesa em Baku. Já se sabia que o Judo teria o fator extra de interesse de acumular, nesta prova, o Campeonato da Europa da modalidade com os Jogos Europeus. Por isso, os melhores judocas do Velho Continente estão em Baku. Telma Monteiro, líder do ranking mundial de -57kg, que em 10 presenças no Europeu somava outras tantas medalhas (quatro de ouro, uma de prata e cinco de bronze), não era exceção e procurava superar os resultados dos últimos dois europeus, onde conquistou o bronze.

Dando continuidade ao crescendo exibicional, fruto da confiança que foi conquistando combate após combate, Telma Monteiro fez uma final de campeã frente à 11ª do mundo, a húngara Hedvig Karakas. Bastou 1 minuto e 49 segundos para a conquista do Ouro. Depois de um Waza-ari ao fim de um minuto e meio de combate, prosseguiu uma sequência de ataques implacáveis que culminaram num Ippon, menos de trinta segundos depois do Waza-ari. Numa fantástica projeção da húngara, que conseguiu virar-se antes de tocar no chão, seguiu-se uma chave de braço, que garantiu a vitória a Telma Monteiro.

No final, uma Telma emocionada revelou as suas emoções, depois das lágrimas que lhe correram o rosto na hora de ouvir o hino e de ver subir a bandeira portuguesa. “É uma medalha muito especial, primeiro porque são os primeiros Jogos Europeus, e depois porque ser pentacampeã europeia não podia ter acontecido em melhor momento pois aqui juntavam-se duas competições. É por isso um orgulho conseguir esta conquista para Portugal e uma benção ser a pessoa que o conseguiu. Por isso não posso esquecer todas as pessoas que trabalham comigo e os que aqui estiveram a apoiar-me”.

Vinda de uma longa paragem, Telma tinha consciência das dificuldades. “Ganhar aqui era um objetivo difícil de alcançar hoje, pois sabia que não estou na minha melhor forma. Não estava a 100% mas dei os 100% que tinha e quando uma pessoa acredita e trabalha, as coisas acontecem”.

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.