Para que as viagens ao espaço se tornem mais comuns será necessário simplificar os complexos fatos espaciais, e foi precisamente isso que a Boeing fez para equipar os futuros passageiros da sua cápsula Starliner.

 Os fatos de astronauta que conhecemos são extremamente volumosos e complexos, e facilmente se perceber porquê. Este fatos têm que ser autênticas naves espaciais, capazes de proteger um astronauta do vácuo do espaço, temperaturas extremas (tanto elevadas como gélidas), radiações, potenciais impactos de micro-meteoritos, etc.

Mas, para efeitos de “simples” transporte da Terra até à ISS ou outra estação espacial, os requisitos podem ser simplificados – ao contrário, por exemplo, dos requisitos que a NASA colocou no concurso para a escolha do novo fato espacial para a ida a Marte.

O fato espacial Starliner da Boeing faz precisamente isso, e o resultado é um fato que pesa apenas 5kg, menos de metade que o fato de voo equivalente da NASA, e que se torna bastante mais cómodo e prático de utilizar. E nem sequer faltam ao fato espacial da Boeing luvas com dedos compatíveis com touchscreens.

Um aspecto curioso é a troca do tradicional aro metálico que serve para encaixar o capacete por um sistema com um zipper, o que transforma o “capacete tipo aquário” em algo do tipo de um capuz que se pode simplesmente puxar para a frente ou para trás conforme a necessidade.

A bola fica agora do campo da SpaceX, que certamente também terá preparado um fato mais evoluído para acompanhar as suas futuras missões espaciais tripuladas… e atendendo ao perfil muito especial do fundador da SpaceX e Tesla, certamente que Elon Musk não quererá ficar para trás – nem mesmo quando se trata de “moda espacial”.

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.