Na passada quarta-feira, Rui Moreira apresentou o projeto de requalificação do emblemático Mercado do Bolhão, que aguarda à mais de 30 anos obras que mantenham o espaço mais seguro.

 

O Mercado do Bolhão é um espaço de dimensão histórica na cidade do Porto, que há mais de três décadas esperava por obras de requalificação. Dia 22, Rui Moreira apresentou à invicta o projeto idealizado pelo município para este espaço, a ideia central do é manter a estética original e inserir soluções tecnológicas que lhe confiram mais segurança e conforto.

A intervenção vai assim, privilegiar as redes de eletricidade e esgotos não descuidando o conforto dos comerciantes, assim como, a segurança humana e alimentar.

Esta reformulação do espaço mantém a zona de mercado dos frescos e vai inserir uma nova secção a da restauração.

De entre as grandes novidades pensadas para o Mercado do Bolhão está a zona de acesso direto ao metro, coberturas no piso inferior e zona de cargas e descargas que se realizarão via rua Alexandre Braga.

Rui Moreira classifica esta requalificação como um projeto que tem “uma dimensão de arquitetura, uma dimensão económica, uma dimensão cultural, uma dimensão turística e uma dimensão humana que ultrapassam, até, qualquer entendimento técnico“.

Dada a situação de sustentabilidade que a câmara alcançou, o presidente do município acredita que não serão necessárias verbas privadas para levar a cabo esta empreitada, não colocando, no entanto, de lado a hipótese de se candidatar a fundos comunitários.

Quanto ao prazo de conclusão da obra, Rui Moreira apenas garante que “A obra será feita no menor prazo possível para ficar bem feita, a tempo dos seus atuais vendedores regressarem e voltarem a encher este lugar com a sua fruta, as suas flores e sua alegria“.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui