Uma mulher de 44 anos de nacionalidade cabo-verdiana foi brutalmente assassinada, noticía a imprensa italiana. Lourença Adelaide Lima foi esfaqueada duas vezes no rosto, atingida na cabeça com um objecto pontiagudo e asfixiada por um cidadão italiano de nome Vincenzo Vergata, 56 anos, na noite de quarta-feira, 21. A cabo-verdiana morava em Milão há vinte anos.

O assassino tem antecedentes de consumo de drogas e foi capturado na sexta-feira pela Polícia Italiana quando tentou assaltar um supermercado, provavelmente à procura de dinheiro para a sua fuga. A vítima foi encontrada nua em casa de Vergata, com uma corda à volta do pescoço, seis pedaços de tecido bem cortados a cobrir partes íntimas do corpo, como seios e nádegas.

Especialistas italianos acreditam que Lourença Adelaide Lima morreu lentamente e que, em determinados momentos, o assassino ficou a a observar a vítima moribunda sem prestar socorro. Por estes motivos, estes consideram tratar-se de um homicídio sádico.

Vincenzo Vergata é conhecido na sua zona como “o drogado” e segundo os vizinhos, falava pouco. Quanto foi detido, o cidadão estava na posse de um bilhete de avião para Istambul (Turquia).

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui