A delegação portuguesa chega na tarde deste sábado, 01, à cidade do Mindelo para participar na IIª Cimeira Cabo Verde – Portugal, que deve ser dominada por temas económicos e pelo fortalecimento dos laços empresariais entre os dois países. Mas a expectativa é que os interesses possam ser efetivados em soluções comuns. Apesar de acontecer sob o espectro da crise, espera-se que esta reunião magna marque o ponto de partida para uma nova largada económica almejada por ambos os países.

O Primeiro-ministro português, Pedro Passos Coelho, será recebido esta tarde, no Aeroporto Cesária Évora pelo ministro das Relações Exteriores, Jorge Borges, pelo presidente da Câmara de S. Vicente em exercício, Humberto Lélis, e pelo diretor-geral do Protocolo de Estado, Emanuel Duarte. Da parte lusa, estarão presentes o Embaixador de Portugal, Bernardo Homem de Lucena, e a Cônsul Honorária em São Vicente, Rosália Vasconcelos.

Todas as atenções centram-se no encontro restrito marcado para este sábado no Gabinete da Chefia do Governo entre José Maria Neves e Passos Coelho. Assistem ao encontro os Ministros, Jorge Borges (Cabo Verde), Paulo Portas (Portugal), os embaixadores Madalena Neves e Bernardo Homem de Lucena, a Conselheira Diplomática cabo-verdiana, Jaqueline Pires Ferreira, e o assessor diplomático do PM de Portugal, Paulo Viseu Pinheiro.

De impacto mais direto na vida dos mindelenses apenas as “Honras Militares” para receber os dois governantes, que poderá provocar alguma lentidão no trânsito na Avenida Alberto Leite. Ainda para este sábado estão agendados uma recepção oficial na Câmara Municipal, um passeio a pé pela cidade do Mindelo, um concerto do pianista Filipe Pinto-Ribeiro na Academia Jotamont, seguido de um jantar oferecido por José Maria Neves ao seu homólogo Pedro Passos Coelho. Aliás, o programa revela-se bastante leve com mais passeios pela ilha, no domingo, obedecendo ao percurso seis quilómetros, Calhau, Norte de Baía, Cidade do Mindelo.

A Cimeira do Mindelo, o corolário das excelentes relações entre os dois países classificadas de “grande cumplicidade e de grande intimidade” pelo Primeiro-ministro José Maria Neves, acontece de seguida no CCM – Centro Cultural do Mindelo, o palco de todas as decisões. Antes do arranque dos trabalhos está agendado um encontro da Comissão Permanente de Seguimento, que vai alinhavar o diálogo bilateral. O encontro terá a duração de pouco mais de duas horas. No término serão rubricados vários acordos. Haverá ainda uma conferência de imprensa, seguido de um almoço será na Réplica da Torre de Belém.

A meio da tarde, Neves e Passos Coelho inauguram o projeto  “Casa para Todos” na Ribeira de Julião, financiado por uma linha de crédito portuguesa. A partida para a cidade da Praia deverá acontecer por volta das 19 horas.

Na Capital, o PM de Portugal e comitiva terão agenda cheia. Primeiro serão recebidos pelo edil Ulisses Correia e Silva, depois rumam para o interior onde visitam as obras da Barragem de Faveta, em São Salvador do Mundo, almoçam em Rui Vaz, e encontram-se com os Presidentes da Assembleia Nacional, Basílio Ramos, e da República, Jorge Carlos Fonseca.

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui