Esta semana Carlos do Carmo, conhecido fadista português, foi reconhecido pela Latin Academy of Recording Arts and Sciences (LARAS), com a atribuição do prémio que reconhece carreiras de sucesso no panorama internacional.

A 19 de novembro Carlos do Carmo irá receber em Las Vegas um Grammy pela sua carreira no fado. Uma decisão unânime do Conselho Diretivo da Academia Latina, que premeia o artista com o Prémio Excelência Musical – “Lifetime Achievement”, valorizando toda uma vida profissional ligada ao fado, a sua voz inigualável e o seu estilo incomparável. Para a atribuição deste prémio foi igualmente relevante a sua ação bem-sucedida aquando a candidatura do Fado a Património da Humanidade.

Esta será a primeira vez que um português é galardoado com este prémio, o que valoriza ainda mais a atribuição feita a Carlos do Carmo. Ao longo da sua carreira recebeu o Prémio Goya da Academia de Artes Cinematográficas de Espanha, pela interpretação de “Fado da Saudade” e tem feito sucesso um pouco por todo o mundo.

Este prémio surge na altura em que o fadista comemora 50 anos de uma carreira com uma exposição “Carlos do Carmo 50 Anos”, patente na Cordoaria Nacional, em Lisboa, esta surge depois do lançamento do álbum “Fado É Amor”, que conta com a participação de fadista da nova geração como Ana Moura, Mariza , Carminho, Camané entre outros. Da comemoração de 5 décadas de carreira faz também parte uma série de espetáculos ao vivo.

Na passada sexta-feira, e na sequência do Grammy que lhe foi atribuído, Carlos do Carmo foi homenageado pela Câmara de Lisboa, numa cerimónia que ocorreu no salão nobre dos Paços do Concelho, perante figuras da cultura e familiares, um agradecimento por levar mais longe o seu país através do fado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui