As imagens divulgadas nas redes sociais mostram um casal de jihadistas a despedir-se das filhas, que estavam encarregues de cometer um atentado suicida na capital síria.

Este é o momento em que um casal de jihadistas se despede das suas duas filhas menores, incumbidas de realizar um atentado suicida na Síria, conta o jornal inglês Daily Mail.

No primeiro vídeo, gravado dentro de uma casa, com uma bandeira preta e branca por trás, Islam e Fatimah aparecem vestidas com hijabs ao lado do pai.

Enquanto o árabe dá as últimas indicações às menores, de sete e nove anos respetivamente, uma mulher de burka, presumivelmente a mãe, abraça as crianças.

Um homem atrás da câmara pergunta à mulher porque é que está a fazer isto às suas filhas uma vez que são tão novas.

Ninguém é demasiado novo quando se trata da jihad e é suposto todos os muçulmanos participarem”, respondeu.

! jihadist teaches his daughters how to blow themselves in sake of god, the same baby who blew herself days ago in

No segundo vídeo, as meninas já aparecem vestidas com casacos e gorros. O pai pergunta-lhes “Vocês não vão ter medo porque vão para o céu, certo?”.

Depois de responderem afirmativamente, as duas dizem “Allahu Akbar” (“Deus é grande” em árabe) e o pai começa a ditar algumas preces.

fighter & his wife sent their 7y old & 9y old daughters to blow themselves up in Damascus , 7y old already did last week in Al-Midan

As imagens foram divulgadas nas redes sociais e, de acordo com os media sírios, a menina mais nova foi a responsável pelo atentado, na passada sexta-feira, junto a uma esquadra da polícia em Damasco.

Ainda não é claro qual é o grupo terrorista que está por detrás do ataque. Certo é que a menina morreu e três agentes ficaram feridos.

Em declarações ao jornal Al-Watan, uma fonte da polícia explicou que a criança parecia perdida e pediu para usar a casa-de-banho pouco antes do cinto de explosivos ter sido acionado.

ZAP

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.