O casal, oriundo de Reims, França, decidiu fazer uma caminhada no Parque Nacional White Sands no estado do Novo México (EUA).

Segundo o xerife do condado de Otero, Benny House, o casal e o filho visitaram as dunas de White Sands e aventuraram-se, depois, por uma rota circular de mais de oito quilómetros, plena de subidas e descidas, conhecida como Alkali Flat, uma área desértica, sem sombras ou vegetação, com temperaturas extremas no verão.

A família de turistas terá chegado ao parque ao início da tarde de terça-feira quando os termómetros marcavam 38,5 graus centígrados, de acordo com a investigação preliminar, divulgada esta sexta-feira pelas autoridades.

Uma vez resgatado, o menino explicou que, depois de caminharem quase 2,5 quilómetros, a sua mãe, Ornella Steiner, de 51 anos, se sentiu mal e decidiu regressar por sua conta.

“Andou cerca de 90 metros antes de desfalecer”, explicou Benny House. O menor e o seu pai, de 42 anos, caminharam depois mais 600 metros até que o homem também sucumbiu.

O corpo sem vida da mãe foi encontrado por uma patrulha à tarde e a máquina fotográfica que levava acabou por ajudar as autoridades a encontrarem pai e filho: ao procurarem pistas sobre a identidade da mulher, os investigadores perceberam que estava acompanhada e iniciaram buscas na zona. Cerca de uma hora depois, a patrulha acabaria por descobrir o do pai e resgatar o menino ainda com vida.

Outro pormenor também contribuiu para o salvamento da criança: aparentemente, o casal salvou a vida do filho ao dar-lhe quase toda a água que transportavam: “É por isso que está vivo. Ele estava bem hidratado em comparação” com os pais, explicou o xerife.

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.