Lucinda Borges e Paulo Pereira ficaram conhecidos ao distribuir água na A1, em agosto, aos automobilistas que estavam retidos devido a um incêndio.

Esta última semana, o casal voltou a ser falado devido a alegadas dificuldades financeiras, algo que despoletou uma onda de solidariedade. Várias pessoas foram a casa do casal para lhes entregar comida e dinheiro.

No entanto, em Avanca – freguesia onde vivem – a população está indignada e afirma que o “casal herói” é conhecido pelo envolvimento em várias burlas.

De acordo com uma investigação realizada pela SIC, Paulo Pereira já foi condenado oito vezes – quatro vezes por conduzir sem carta, duas vezes por falsificação e contrafação de documentos e outras duas por fraude fiscal qualificada.

Entre 2008 e 2010, Paulo terá vendido pelo menos 18 faturas de trabalhos que nunca realizou e que permitiram a um outro empresário burlar o Estado.

Segundo o Correio da Manhã, Paulo Pereira é suspeito em 14 processos relacionados com burla, recetação e apedrejamento de carros.

Paulo terá, inicialmente, negado ter processos judiciais a correr, mas já admitiu a sua existência, dizendo que é inocente e que são “vinganças”.

ZAP //

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.