Uma equipa de cientistas norte-americanos descobriu a maneira ideal de obter, armazenar e fornecer energia para os smartphones – diretamente da roupa.

Os especialistas em nanotecnologia criaram uma malha de fios de cobre que é flexível o suficiente para ser costurada em tecidos.

A nova invenção consegue captar e armazenar energia solar simultaneamente, sendo uma prova concreta de que é possível usar camisolas que carreguem um telemóvel.

Ou seja, durante o dia os cidadãos vão poder andar pela rua com uma roupa que mantém a bateria dos smartphones no máximo.

“O mais importante é a portabilidade do dispositivo. Em vez de usar dois aparelhos, integramos o sensor e a bateria para o armazenamento no mesmo filamento”, afirma Jayan Thomas, investigador do Centro Tecnológico de Nanociência da Universidade da Flórida Central, nos EUA.

O filamento é feito de uma fotocélula e um supercapacitor para armazenar energia, que partilham o mesmo elétrodo – sendo possível agrupar vários destes dispositivos e costurá-los num tecido.

Os cientistas afirmam que esta nova tecnologia – inspirada nas sapatilhas de Marty McFly no filme “Regresso ao Futuro II” – pode ajudar em vários campos, desde o militar até aos drones e carros elétricos.

Por enquanto, este dispositivo ainda é apenas um protótipo costurado num pedaço de lã, mas os investigadores pretendem tornar o dispositivo suficientemente flexível para que, depois de ser cosido à roupa, possa ser facilmente dobrado.

Canaltech

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui