Dezenas de manifestantes entraram na passada sexta-feira em confronto com a polícia durante um protesto contra a Exposição Universal de Milão, inaugurada de manhã, lançando pedras e petardos contra os agentes, que responderam com gás lacrimogéneo.

 

Segundo noticia a agência France-Presse, os manifestantes, que estavam vestidos de negro, de cara tapada e com máscaras de gás, incendiaram viaturas e caixotes do lixo e partiram as montras de um banco e de uma agência imobiliária.

Ao final da manhã, começaram a chegar ao local bombeiros e reforços policiais, que, em primeiro lugar usaram canhões de água para dispersar os manifestantes, mas que com a escalda de violência começaram a responder com gás lacrimogéneo. No muro de uma agência bancária podia ler-se a inscrição “Vocês depenam-nos, hoje vocês pagam” e num restaurante McDonald’s, um dos parceiros da exposição, foram inscritas as palavras “Expo=Mafia”, acrescenta a AFP.

O grupo que provocou os confrontos encontrava-se na parte final de uma manifestação pacífica contra o gasto de dinheiro público e o recurso a trabalhadores precários para montar a exposição hoje inaugurada em Milão. A exposição irá funcionar durante seis meses e terá como tema de fundo um debate sobre os desafios da alimentação no século XXI.

Agência Lusa

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui