Muito se falou sobre Cristiano Ronaldo estar perto de realizar o seu sonho de se estrear como actor.

 Mas, nem tudo correu como estava previsto ou como o futebolista gostava que tivesse acontecido.

Isto porque o craque português acabou por ver o seu nome vetado para o filme “O Manipulador”, de Martin Scorsese.

Em questão está uma exigência de Alessandro Proto, milionário que inspira toda a história. De acordo com a imprensa internacional, o milionário de 40 anos afirmou que “Ronaldo pode ser um grande jogador mas não é o rei do mundo”. E foi mais longe, na sua justificação: “Não o quero num filme sobre a minha vida. Se for preciso dar-lhe 20 milhões, entrego-os em mão”.

Inicialmente, a indemnização era de dez milhões, mas de acordo com o jornal “Sport”, os advogados de CR7 conseguiram duplicar o valor.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui