Registada até há pouco tempo no Banco de Portugal, a empresa fechou portas e reteve o dinheiro de clientes, na maioria dos casos, imigrantes brasileiros. “Não recorra a este operador e apresente queixa, se foi lesado” – DECO.

O dinheiro deveria ter sido transferido para o Brasil, mas as quantias nunca chegaram ao destino: as reclamações contra a Fox Transfers – Instituição de Pagamento, Lda., empresa dedicada a remessas de dinheiro, denunciam a burla.

João Gomes, 52 anos, de Fernão Ferro (distrito de Setúbal) utilizou o serviço em fevereiro deste ano para enviar dinheiro ao filho no Rio de Janeiro e tudo correu bem. Na segunda transferência, a 1 de abril último, de 2 mil euros, o desfecho foi bem diferente. Como o crédito não chegou, dirigiu-se à agência da Fox Transfers, na Costa da Caparica. A porta estava fechada e, desde então, não conseguiu contactar a empresa.

Ana Gualberto, 35 anos, de Mem Martins, ainda não conseguiu confirmar se o primeiro envio de cerca de 1200 euros foi bem-sucedido. Já a última quantia que enviou para Minas Gerais, no Brasil, de 1050 euros, não foi creditada na conta. O funcionário da agência na Amadora admitiu problemas e pediu-lhe para voltar noutro dia com o seu nib para o reembolso. Quando Ana voltou, a Fox Transfers já estava fechada.

Apesar de, no portal da empresa, a gerência garantir que o problema é temporário e que as lojas e o call center estão disponíveis, a verdade é que as lojas fecharam e a linha telefónica está incontactável. Numa semana, o nosso serviço de informação recebeu dezenas de contactos sobre a Fox Transfers. Com as denúncias a subirem de tom, o Banco de Portugal deu indicações à Fox Transfers para concluir as operações já ordenadas e para não realizar novos envios de dinheiro para o estrangeiro.

A Fox Transfers estava registada no Banco de Portugal desde 2008. Os lesados devem apresentar queixa junto do Banco de Portugal, noPortal do Cliente Bancário. No comunicado divulgado, este organismo assegurou estar a trabalhar para uma resolução com a salvaguarda dos interesses dos utilizadores.

Como este caso indicia burla, os lesados devem ainda participar às autoridades policiais. Aconselhamos a contactar um advogado ou a requerer apoio judiciário junto da segurança social.

Segundo apuramos, a Fox Transfers deixou também em Espanha o seu rasto de sofrimento, lesando centenas de brasileiros, que entregaram o dinheiro aquela agência de câmbio.

deco.proteste.pt
COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.