Homem foi condenado a pena de 200 dias de multa

O homem que foi detido domingo em Elvas por injúrias ao Presidente da República foi condenado nesta quarta-feira a uma multa por um crime de difamação.

A decisão do tribunal de Elvas é revelada pela agência Lusa, de acordo com fonte judicial.

De acordo com a mesma fonte, o tribunal considerou que ficou provado que o arguido, de 25 anos e residente em Campo Maior, cometeu um crime de difamação, tendo sido condenado a 200 dias de multa, à taxa de 6,50 euros por dia.

Fonte próxima do arguido adiantou à Lusa que o homem vai recorrer da sentença aplicada pelo Tribunal de Elvas.

O homem foi detido pela PSP no domingo, em Elvas, por injúrias ao Presidente da República, tendo sido constituído arguido.

A detenção ocorreu pelas 18:15, quando o Presidente da República visitava os militares que estavam instalados na Mata do Emigrante, no centro daquela cidade alentejana, para participarem nas cerimónias oficiais do 10 de Junho.

Quando foi detido, o homem ficou sujeito a termo de identidade e residência.

FOTO:IOL
COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.