No dia 31 de janeiro foi comemorado o Dia Mundial dos Mágicos, uma homenagem a Dom João Bosco, que usou o seu trabalho de acrobata, malabarista e mágico para ajudar no sustento da sua família.

Os truques de magia têm vindo a conquistar a atenção e curiosidade de pequenos e graúdos ao longo dos séculos. Se na altura de Dom João Bosco, não eram muitos os que se dedicavam as artes mágicas, com a passagem do tempo cresceram os ilusionistas.

Os mágicos modernos destacam-se em dois aspetos díspares mas igualmente atraentes, se para uns a magia significa grandes eventos, para outros ela precisa apenas de um simples baralho de cartas.

Se os truques não têm qualquer segredo para os mágicos, para o público são de tirar o sono, no sentido de descobrir o que realmente se passa por detrás de cada passe de mágica.

Em Portugal, o mundo da magia é preenchido por profissionais como Luís de Matos e Mário Daniel, por exemplo, ambos ilusionistas que sobressaíram em programas de televisão, sendo que o primeiro é considerado o mágico português mais premiado.

Anualmente organiza-se no país o Festival Magia de Rio maior em novembro e o Festival Internacional de Magia de Coimbra que ocorre em setembro, em algumas épocas festivas, como o Natal, este é também uma das artes mais licitadas para eventos. Talvez por isso o Dia Mundial dos Mágicos não seja assinalado com grande enfoque este ano.

Por entre os municípios, registamos o espetáculo para crianças sobre magia que se realizou na Figueira da Foz, numa organização da câmara municipal e com o intuito de lembrar esta data.

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.