A Presidente brasileira, Dilma Rousseff, pediu hoje à ONU que dê prioridade às discussões sobre a privacidade na Internet, depois do projeto de resolução apresentado conjuntamente, na sexta-feira, pelo Brasil e Alemanha contra a espionagem eletrónica.

“Consideramos que a privacidade na Internet faz parte dos direitos humanos, e a sua defesa tem que receber um tratamento prioritário nas discussões da ONU”, afirmou Dilma Rousseff, numa declaração publicada na sua conta da rede social Twitter.

A chefe de Estado brasileira referiu-se especificamente ao projeto de resolução apresentado pelo Brasil e pela Alemanha, na sexta-feira, na ONU, para que os estados-membros acabem com a espionagem a grande escala e respeitem o direito à intimidade individual na Internet.

A proposta foi apresentada após a divulgação, recente, de documentos filtrados pelo ex-analista da CIA Edward Snowden, segundo os quais os Estados Unidos espiaram as comunicações pessoais da Presidente do Brasil e da chanceler alemã, Angela Merkel.

Lusa

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui