O FC Porto somou a segunda vitória no Grupo C da EHF Cup, ficando em boa posição para lutar pelo apuramento para os quartos-de-final.

Se o Dragão ainda queria manter intactas as esperanças do apuramento, sabia que só a vitória interessava diante de um adversário que joga sempre para ganhar e que trazia a lição bem estudada.

Talvez devido à responsabilidade que o jogo acarretava, os portistas entraram nervosos na partida, cometendo erros no ataque que se transformavam em letais contra-ataques dos sérvios. A perder por 0-4, o técnico Obradovic pediu um time-out e colocou ordem na casa. Após o reatar da partida, os Dragões deixaram de se precipitarem a atacar e passaram a ser mais agressivos a defender, obrigando a equipa sériva a jogar quase sempre no limite do passivo. Com o passar dos minutos, o FC Porto foi equilibrando a partida e diminuindo a desvantagem, contudo foram precisos 26 minutos para que os adeptos pudessem assistir à reviravolta no marcador. Ao intervalo os azuis-e-brancos venciam o HC Vojvodina por 13-12.

Portistas assumiram definitivamente a liderança do marcador no segundo tempo

João Ferraz foi o melhor jogador na partida, ao apontar 7 golos e pela luta que deu à defesa sérvia
João Ferraz foi o melhor jogador na partida

Com uma entrada muito forte na etapa complementar, o FC Porto depressa dilatou a vantagem para a casa dos 4 golos, aproveitando depois para gerir e controlar a partida. Com clara superioridade, a equipa azul-e-branca foi capaz de anular o agressivo ataque do Vojvodina e explorar as suas fragilidades defensivas, fechando o encontro com uma confortável vitória por 29-23, ficando a depender apenas de si próprio para passar à fase seguinte.

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.