foto: Rodrigo Antunes / Lusa

A atualização da lista, atualmente com 121 concelhos, retira sete municípios, em que estas medidas de restrição deixam de estar em vigor, a partir das 00:00 de sexta-feira, e inclui 77 novos concelhos a partir das 00:00 da próxima segunda-feira.

Moimenta da BeiraTabuaçoSão João da PesqueiraPinhelTondela e Batalha são os municípios que deixam esta lista “vermelha”, elencou António Costa.

Na lista entram agora Manteigas, Freixo de Espada à Cinta, Figueira de Castelo Rodrigo, Coruche, Seia, Proença-a-Nova, Monforte, Vieira do Minho, Mealhada, Celorico da Beira, Castro Daire, Arronches, Nelas, Vila Nova de Foz Côa, Mora, Torre de Moncorvo, Mêda, Mangualde, Salvaterra de Magos, Pampilhosa da Serra, Ourém, Vila do Bispo, Penela, Miranda do Douro, Albergaria-a-Velha, Águeda, Oliveira do Bairro, Arganil, Grândola, Resende, Mira, Ílhavo, Abrantes, Boticas, Coimbra, Almeida, Cantanhede, Almeirim, Ferreira do Alentejo, São Pedro do Sul, Estarreja, Faro, Cuba, Mirandela, Campo Maior.

E ainda: Miranda do Corvo, Alcanena, Ponte de Sor, Condeixa-a-Nova, Arcos de Valdevez, Montalegre, Montemor-o-Velho, Crato, Viseu, Reguengos de Monsaraz, Vagos, Penalva do Castelo, Sousel Évora, Penamacor, Murtosa, Lamego, Vila Real de Santo António, Albufeira, Carrazeda de Ansiães, Elvas, Vila Nova de Paiva, Alvaiázere, Tábua, Portalegre, Portimão, Ansião, Tavira, Lagos, Aljustrel, Anadia, Sátão.

Reavaliada a cada 15 dias pelo Governo, a lista de concelhos com risco elevado de transmissão da covid-19 é definida de acordo com o critério geral do Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças de “mais de 240 casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias”, e considerando a proximidade com um outro concelho nessa situação e a exceção para surtos localizados em municípios de baixa densidade.

António Costa anunciou ainda uma diferenciação de medidas nos 191 concelhos de elevado risco a partir de dia 24 de novembro: “É necessário ajustar a gravidade das medidas à situação específica de cada concelho”, disse, revelando que por isso foi pedido ao Ministério da Saúde que faça uma escalonização em termos de medidas por município.

No início da sua declaração, António Costa afirmou que Portugal vive agora uma “situação grave e mais crítica do que na primeira fase” e respondeu às críticas que têm sido feitas à estratégia do Governo no combate à pandemia: “Temos tentado gerir um equilíbrio entre a saúde e a vida das pessoas”.

Questionado pelos jornalistas, António Costa recordou que não está em vigor nenhuma proibição de circulação entre concelhos.

Regras para os 191 concelhos

O jornal Público elenca as regras que continuam ou passam a vigorar nos 191 concelhos que agora integram o mapa de risco.

  • Reposição do dever cívico de recolhimento domiciliário;
  • Desfasamento obrigatório dos horários de trabalho;
  • Encerramento de todos os estabelecimentos comerciais a partir das 22 horas;
  • Limitação da lotação das mesas dos restaurantes a seis pessoas e do horário;
  • Eventos e celebrações limitados a 5 pessoas;
  • Teletrabalho obrigatório salvo oposição fundamentada do trabalhador;
  • Proibição de fazer feiras e mercados de levante; os permanentes podem fazer-se.

ZAP // Lusa

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui