A Câmara de Esposende delegou na Cooperativa Agrícola do concelho a responsabilidade pelo combate à vespa asiática, pagando-lhe 60 euros por cada ninho que destruir, até ao montante máximo anual de 3 mil euros, informou o município.

Em comunicado, o município acrescenta que vai transferir para aquela cooperativa 20 mil euros, para a aquisição de seguros e equipamentos de proteção individual e operacional.

Os montantes constam do protocolo de colaboração assinado entre o município e a Cooperativa Agrícola de Esposende, que vigorará durante três anos e que visa operacionalizar o Plano Municipal de Combate à Vespa Velutina.

Com esta parceria, a destruição dos ninhos de vespa asiática, que antes era executada pelo Serviço Municipal de Segurança e Proteção Civil, passa a ser assegurado pela Cooperativa Agrícola.

O objetivo é promover a erradicação daquele invasor, assim como prevenir a disseminação da espécie a outras áreas, de modo a salvaguardar o setor apícola e agrícola e a segurança dos munícipes e a minimizar os impactos no ecossistema.

Segundo o comunicado, o município já procedeu à destruição de 486 ninhos, desde que aquela espécie foi detetada no concelho.

“Em 2015, foram picadas 12 pessoas por aquela espécie no concelho de Esposende, tendo a sua maioria recebido assistência hospitalar”, remata o comunicado.

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.