A Agência Nacional de Segurança dos Estados Unidos da América (NSA) pagou milhões de dólares a grandes empresas da internet, como a Yahoo, Google, Microsoft e Facebook, para compensar os custos associados aos pedidos de vigilância informática.

Segundo o jornal The Guardian, que cita novos documentos fornecidos pelo ex-analista da CIA Edward Snowden, isto prova pela primeira vez a vinculação entre estas empresas de internet e os programas de espionagem norte-americanos.

Estes custos adicionais resultaram de novas exigências do Tribunal Fisa, tribunal federal que define e autoriza as operações de vigilância, criado ao abrigo da Lei de Vigilância e Inteligência Estrangeira, e que, em 2011, declarou o programa inconstitucional.

A suspensão foi decidida depois de se saber que a NSA intercetava milhares de e-mails, em violação da privacidade de pessoas sem qualquer relação com terrorismo, e obrigou a agência a mudar a forma de recolher informação eletrónica.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui