Rachida Dati acusa presidente da Comissão Europeia de se «curvar» perante os Estados Unidos.

A ex-ministra da Justiça francesa, Rachida Dati, exigiu nesta terça-feira a demissão do presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso, acusando-o de «ineficácia» e de se «curvar» perante os Estados Unidos.

«O senhor Barroso deve ir-se embora, e depressa. A sua falta de coragem e a sua ineficácia prejudicaram decididamente muito os europeus», afirmou em comunicado citado pela Lusa a deputada europeia do PPE (Partido Popular Europeu, centro-direita).

A ministra do executivo de Sarkozy condenou a intenção de Barroso de querer negociar, em prejuízo, na sua opinião, da defesa da exceção cultural europeia, um acordo de livre comércio com os Estados Unidos.

LUSA

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui