A 34ª edição do Fantasporto – Festival Internacional de Cinema do Porto, realiza-se de 28 de Fevereiro a 9 Março no Rivoli Teatro Municipal.

Mantendo o objetivo de projetar o nome de Portugal  no mundo da indústria cinematográfica mundial o Fantas tem vindo a marcar a sua posição na valorização do melhor e mais recente cinema nacional. Sobre a edição de 2014 conhece-se já o programa, que passará pela exibição de 200 filmes inéditos em Portugal, com especial incidência no cinema europeu. Por entre estas exibições destacam-se dez Antestreias Mundiais, num total de 30 países representados pela sua produção cinematográfica.

Durante dez dias, os amantes do cinema terão ao seu dispor um certame marcado pela aposta na divulgação de nomes relevantes do mundo do cinema, entre os quais se destaca o cinema Africano e Latino-americano, o inovado cinema Oriental e o originário da Oceânia.

Entre as secções mais conhecidas do Fantasporto 2014 encontram-se o Cinema Fantástico, a Semana dos Realizadores – Prémio Manoel de Oliveira, a Secção Orient Express, a Secção Cinema Português e o sector Premiere Panorama, as quais se juntam este ano o espaço “Fantas Classics”, onde serão exibidos os filmes O Feiticeiro de Oz e E Tudo o Vento Levou, de Victor Fleming, no seguimento da comemoração dos 75 anos da sua estreia e as “Industry Screenings”, área dedicada às produtoras Mundiais.

O homenageado desta edição será o produtor Henrique Espírito Santo, que será galardoado com o Prémio por uma Carreira. A sua influência no cinema é marcante, especialmente no período de transformação do cinema português, assinalado pelo “nascer” de vários realizadores com quem trabalhou nos últimos anos.

Este ano entre os 53 filmes portugueses a concurso, há duas longas-metragens, a primeira das quais é uma produção luso-guineense “O Espinho da Rosa”, de Filipe Henriques e a segunda “Pecado Fatal”, do produtor, argumentista e realizador Luís Diogo.

Para além do programa de cinema, já divulgado, este festival será enriquecido com a exposição de Fotografia de Rui Videiras e as exposições dos artistas plásticos Helena Leão e Antónia Gomes.

Mais uma iniciativa que vem reforçar o valor cultural e artístico da cidade do Porto.

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.