foto : Rodrigo Antunes / Lusa

O antigo presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, para muitos sportinguista o legitimo o presidente do Sporting Clube de Portugal, pois a sua destituição encontra-se cheia a irregularidades e aguarda decisão em tribunal, disse no seu Comentário com Assinatura-Bruno de Carvalho  habitual às sextas-feiras que que seria uma como uma “bomba atómica” se o campeonato português de futebol fosse dado como terminado e o FC Porto, líder da competição, fosse declarado campeão.

No entender de Bruno de Carvalho, que faz uma análise ao campeonato português e ao seu eventual desfecho na rede social YouTube, a situação seria diferente se fosse o Benfica que liderasse o campeonato português e não os dragões.

“Se estivesse o Benfica em primeiro o campeonato estava acabado e o Benfica era declarado campeão”, afirmou o antigo líder dos leões, reforçando que seria uma “bomba atómica” se o FC Porto fosse declarado campeão desta forma.

“Declarar o FC Porto campeão seria engraçado. Posso meter as mãos no fogo em como isso não se vai verificar. Se a UEFA definisse que o campeonato acabava agora, a Federação não o aceitaria nunca”, frisou Bruno de Carvalho no seu comentário semanal.

A Federação Portuguesa de Futebol cancelou todas as competições de futebol e futsal em meados de março, visando conter a propagação da pandemia de covid-19.

Campeonato Portugal, Taça de Portugal e Liga Revelação, bem como a Liga feminina, ficaram suspensos por tempo indeterminado.

No caso da primeira liga de futebol, a competição foi cancelada à jornada 25, a dez partidas do fim programa da competição. O FC Porto é líder do campeonato com 60 pontos, mais um do que o Benfica. Na tabela classificativa segue-se depois o Sporting de Braga (46 pontos), o Sporting (42 pontos) e o Rio Ave (38 pontos).

É “prematuro” e “injustificado” terminar campeonatos

A UEFA considera ser “prematura” e “injustificada” a decisão de suspender em definitivo qualquer liga nacional, cuja esmagadora maioria está suspensa devido à pandemia.

Em carta dirigida a federações, ligas e clubes, a que a agência noticiosa AFP teve acesso, a UEFA diz-se “confiante” no regresso à atividade das provas nacionais “nos próximos meses”, em contraponto com o que foi decidido pela Liga belga, que recomendou o fim do campeonato principal da época 2019/20.

A mensagem da UEFA, assinada pelo presidente Aleksander Ceferin, é apresentada conjuntamente com a Associação Europeia de Clubes e a Associação de Ligas Europeias.

“Pensamos que qualquer decisão de abandonar as competições domésticas é, neste momento, prematura e injustificada”, lê-se, com a UEFA a esperar que os campeonatos se possam concluir, mas também as competições europeias, em julho ou agosto.

A Liga belga decidiu na quinta-feira recomendar o fim da época 2019/20 com a classificação atual – o que fará do Club Brugge campeão -, uma decisão que terá ainda que ser ratificada em assembleia geral, em 15 de abril.

ZAP //

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui