Camile Lepage tinha 26 anos.

A fotojornalista francesa Camile Lepage, de 26 anos, foi assassinada na República Centro africana (RCA) onde se encontrava em reportagem, informou hoje em comunicado a presidência de França.

“O seu corpo foi encontrado durante uma patrulha da força militar Sangaris [conduzida pela França no país africano desde Dezembro] num controlo efetuado a um veículo conduzido por membros [das milícias cristãs] Anti-Balaka, na região de Bouar”, assinalou o palácio do Eliseu, sem adiantar mais pormenores.

O Presidente francês François Hollande, que se encontra de visita à Geórgia, solicitou hoje o envio imediato para o local de uma equipa francesa e de polícias da força africana também destacada no país, para assegurar “todas as medidas necessárias” que “esclareçam esta morte e encontrar os assassinos da nossa compatriota”.

Lepage dedicou-se à fotografia após ter estudado jornalismo, e como explicou na sua página da internet em Julho de 2012, tinha decidido fixar-se no Sudão do Sul “para explorar a sua paixão e o último novo país do mundo”.

“O seu principal interesse era a população marginalizada e na maior parte do tempo abandonada pelos seus governos”, recorda a página, onde também se exibem alguns dos seus últimos trabalhos.

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.