Autoridades francesas ordenaram a suspensão das atividades do Instituto Pasteur após a perda de mais de 2 mil tubos com amostras do vírus da Síndrome Respiratória Aguda Grave (Mers, na sigla em inglês).

O Instituto reportou, no mês passado, o desaparecimento dos tubos de um de seus laboratórios, mas ao mesmo tempo alegou que eles não representariam risco de contaminação. A entidade ofereceu-se ainda à Agência Nacional de Segurança Médica (ANSM) para ser submetida a uma inspeção.

O inspetor-chefe do órgão, Gaetan Rudant, disse nesta terça-feira que as amostras ainda não foram encontradas. Contudo, os inspetores da ANSM notaram falhas na forma como o laboratório rastreia o material.

A Agência ordenou a suspensão das atividades do laboratório e a criação de um inventário do qual constem todos os materiais que estão no Instituto Pasteur, “tubo por tubo”.

A Mers infectou cerca de 8 mil pessoas em 2003, a maior parte na Ásia, causando a morte de quase 800 delas.

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.