Segundo o porta-voz deste município do norte da Alemanha, Christian Burgart, o conselho da cidade adotou na passada semana uma resolução para retirar a Hitler o título de cidadão honorário, que lhe tinha sido atribuído em 1934.

Os conselheiros do partido de extrema-esquerda Die Linke foram os precursores da iniciativa, que deverá ainda ser oficialmente confirmada pelo conselho administrativo de Goslar a 29 de outubro, disse Burgart.

Goslar, cidade da Baixa Saxónia onde residem 42 mil habitantes, é a terra de Sigmar Gabriel, o líder da oposição social-democrata que, depois de ter feito campanha para a retirada deste título a Hitler, veio agora dizer que lhe parece “quase errado”.

“É como tentar branquear algo que não pode ser branqueado”, disse.

Burgart garantiu, por seu lado, que não se pretende apagar o passado.

“Estes anos [em que Hitler foi cidadão honorário] existiram e não poderemos mudar isso”, disse.

Cerca de 4 mil cidades alemãs concederam a Adolf Hitler títulos de cidadão honorário. Muitas retiraram a distinção logo a seguir ao fim da II Guerra Mundial, mas outras só apenas recentemente o fizeram, como a cidade de Trier, em 2010.

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.