O Governo moçambicano indicou hoje que poderá retirar as licenças de pesquisa mineira às empresas irlandesa Kenmare Moma Mining e à chinesa Hong Ti Mineral por inactividade em concessões que ganharam na província de Nampula, norte de Moçambique.

Segundo o diretor provincial dos Recursos Minerais e Energia de Nampula, Moisés Paulino, a Kenmare Moma Mining ainda não iniciou a pesquisa de minérios nas areias pesadas de Moma, no distrito de Mongicual, três anos após obter a respetiva licença das autoridades moçambicanas.

A Hong Ti Mineral também não iniciou as suas operações na mesma área, depois de ganhar uma concessão em 2009, afirmou Moisés Paulino.

Com a atribuição das licenças, as duas companhias e o Governo moçambicano esperavam descobrir rutilo, zircão e ilmenite, minérios que normalmente se encontraram em areias pesadas e que são utilizados em vários tipos de indústrias.

Caso lhe seja retirada a licença em Mongicual, a Kenmare Moma Mining ficará com a concessão de areias pesadas que explora no distrito de Moma, também na província de Nampula, onde já investiu mais de 450 milhões de euros desde 2007, período em que lhe foi concedida a autorização para o início das pesquisas.

LUSA

COMPARTILHAR

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Por favor escreva o seu comentário!
Por favor introduza o seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.