Com muitos milhares de espectadores a acompanhar a prova, Torres Vedras recebeu este fim-de-semana a jornada portuguesa do Mundial de Enduro, a sua quarta etapa de 2013, depois de Chile Argentinha e Espanha. A competição organizada pelo Clube Ecomotor na bonita Região do Oeste proporcionou um magnifico espectáclulo, com o muito público presente a vibrar com a genialidade técnica dos vários campeões do mundo presentes, entre a centena de pilotos inscritos.

A não perder :

vídeo 1

vídeo 2

____________________________________________________________________________________________________

Com o sol a regressar a Torres Vedras, a jornada portuguesa do Mundial de Enduro trouxe até à Região do Oeste muitos espectadores que tiveram a oportunidade de assistir a uma verdadeira parada de estrelas com a presença de vários campeões do mundo, numa prova de teve ainda a particularidade de ver, no final deste primeiro dia de corrida, dois portugueses subirem ao pódio.

tt torres_4

Entre os pilotos portugueses o destaque vai para o terceiro tempo obtido na Classe Junior por Luís Oliveira (Yamaha) enquanto que, na Youth Cup, Henrique Nogueira (TM) foi o 4º classificado e Diogo Ventura (Yamaha) o sexto.

Luís Correia, piloto oficial da Beta e que no mundial ocupa o 4º lugar na Classe E3, sendo uma das grandes revelações desta temporada, realizou o 3º tempo, enquanto na Classe E1 Gonçalo Reis (KTM) foi 13º, à frente Hélder Rodrigues (Honda).

_____________________________________________________________________________________________________

A melhor terapia para esquecer os desgostos e desilusões de outras modalidades, não é ficar em casa a olhar para o tecto à espera que os males passem …. impõe-se assim  a estes  ” pacientes ”  e claro a todos os demais , uma deslocação  à  Cidade de Torres Vedras , que vai ser o palco, nos próximos dias 17, 18 e 19 de maio, de um dos maiores eventos desportivos que este ano se realizam em Portugal. A jornada portuguesa do Mundial de Enduro, cuja organização está a cargo do Clube Ecomotor, vai trazer até à região do oeste a elite mundial da modalidade, entre os quais se contam vários campeões do mundo. De destacar, no setor masculino, a presença de campeões como Juha Salminen, Antoine Meo, Christophe Nambotin, Pierre-Alexandre Renet, David Knight, Alex Salvini ou Ivan Cervantes. No setor feminino as atenções estão centradas na atual campeã, a espanhola Laïa Sanz.

Para os menos familiarizados com a modalidade do  enduro não percam este   onde poderão apreciar o que os espera, …

vídeo 1ª etapa

Portugueses presentes

Entre os pilotos portugueses de referir a presença dos três pilotos lusos que disputam o mundial da modalidade – Luís Correia, Luís Oliveira e Henrique Nogueira – a quem se juntam o consagrado Hélder Rodrigues e ainda Fábio Pereira e Gonçalo Reis.

“As especiais são ainda mais bonitas do que as do ano passado, mas mais difíceis e também mais técnicas. Cada uma delas faz bem jus ao seu nome. A Extreme Test é muito técnica e se chover vai ser mesmo muito difícil. Em princípio não será aqui que se vai discutir a prova, mas se chover essa situação poderá mudar. Já a Enduro Test é uma pura especial de Enduro. É longa com várias subidas e descidas, com valas e saltos, tem zonas que no caso de a chuva cair vão dificultar muito a tarefa dos pilotos.

A última especial de cada volta, a Cross Test, disputa-se numa verdadeira pista de motocross. Muitos saltos, alguns duplos e um traçado extremamente técnico. É uma verdadeira especial de Cross. Acho que o Clube Ecomotor montou uma excelente prova para os pilotos e com condições magníficas para os espectadores. Estou certo de que vai ser um espetáculo fora de série”, salienta Hélder Rodrigues.

Super Especial noturna a abrir o programa

O programa desportivo deste GP Portugal começa na noite de sexta-feira com uma especial noturna que promete ser um espetáculo muito interessante para o público. Esta especial vai ter lugar junto ao Paddock instalado no Parque Regional de Exposições (Expotorres).
No dia seguinte, tal como no domingo, a competição desenrola-se de forma ininterrupta ao longo de oito horas, com as hostilidades a começarem às nove da manhã, seguindo-se um percurso de quatro voltas aos mais 35 quilómetros do traçado.

Zonas espetáculo ainda mais acessíveis

tt torres_3A prova montada pelo Clube Ecomotor será, tal como no ano passado, muito acessível aos espetadores, com parques de estacionamento próximo das várias especiais.
Embora com um traçado diferente, a Extreme Test repete a mesma localização do ano passado, enquanto a Enduro Test começa agora a apenas 300 metros da Extreme, situação muito confortável para o público que assim poderá assistir a ambas sem mudar de parque de estacionamento.
Também a Cross Test passa a estar com uma ótima localização já que, sendo a última especial de cada ronda, terá lugar muito próximo do Padock, realizando-se no local que no ano passado serviu de pista de treino.

 

Eis a opinião de Hélder Rodrigues, participante do Dakar e atual piloto nº 1 da equipa Honda de Todo-o-Terreno, à jornada portuguesa do Mundial de Enduro.

“As especiais são ainda mais bonitas do que as do ano passado, mas mais difíceis e também mais técnicas. Cada uma delas faz bem jus ao seu nome. A Extreme Test é muito técnica e se chover vai ser mesmo muito difícil. Em princípio não será aqui que se vai discutir a prova, mas se chover essa situação poderá mudar. Já a Enduro Test é uma pura especial de Enduro. É longa com várias subidas e descidas, com valas e saltos, tem zonas que no caso de a chuva cair vão dificultar muito a tarefa dos pilotos.

A última especial de cada volta, a Cross Test, disputa-se numa verdadeira pista de motocross. Muitos saltos, alguns duplos e um traçado extremamente técnico. É uma verdadeira especial de Cross. Acho que o Clube Ecomotor montou uma excelente prova para os pilotos e com condições magníficas para os espectadores. Estou certo de que vai ser um espetáculo fora de série

De salientar que  todas as zonas espectáculo são gratuitas e existem as tradicionais  barraquinhas de comes e bebes ….

Programa da Prova

Desporto motorizado de duas rodas **Por Mário Andrade  **16/05/2013** mandrade@ipressglobal.com

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui